ICONE-WHATS---GNV.png
 
BANNER-CABEÇALHO.png

Incentivo destinado aos taxistas, motoristas de aplicativo e frotistas

 
 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

ICONE---06.png

ATENÇÃO!

Antes de se inscrever na Campanha, confira se está tudo certo com a sua documentação.

Evite ser desclassificado.

ICONE_CPF.png
ÍCONE_CNPJ.png

Vai se inscrever como pessoa física?

Você pode concorrer com até 3 veículos cadastrados no seu CPF.

Clique aqui e confira quais documentos você precisa apresentar para ser habilitado ao incentivo.

Você pode concorrer com até 15 veículos cadastrados no seu CNPJ. Clique aqui e confira quais documentos você precisa apresentar para ser habilitado ao incentivo.

Quer se inscrever como pessoa jurídica?    

 

SUBMETA A DOCUMENTAÇÃO
E AGUARDE ANÁLISE

ICONE-DOCUMENTAÇÃO.png

Reúna a documentação e inscreva-se. Os 250 primeiros motoristas que estiverem com a documentação habilitada poderão receber R$ 4.000,00* de incentivo.

ATENÇÃO!

Antes de se inscrever confira o passo-a-passo e veja se você se enquadra nos critérios de participação.

Evite desclassificação!

NOTÍCIAS 

 

PERGUNTAS FREQUENTES

O que compõe o kit GNV?


Os componentes do kit de 5ª geração – premissa para participação na campanha – são a central eletrônica de injeção, chave comutadora, sensor MAP, eletroválvula de corte, redutor Zenit, galeria de injetores e o cilindro.




Meu carro vai perder rendimento?


Pelo contrário! Segundo análise da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), autonomia do metro cúbico (m³) do GNV no Amazonas é de 11 quilômetros, enquanto do litro da gasolina é de aproximadamente 10 quilômetros e do etanol 7 quilômetros.




Tenho CNPJ, posso participar da Campanha?


Sim! Cada empresa pode inscrever até 15 veículos para participar da Campanha, conforme regulamento.




Não tenho dinheiro para converter. Existe no Amazonas algum programa de crédito para que eu realize a conversão?


Sim. A Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) disponibiliza um programa de microcrédito voltado a incentivar atividades produtivas que gerem trabalho e renda, atendendo, por exemplo, taxistas e motoristas de aplicativos. Acesse o site da Afeam e consulte as condições para o microcrédito: www.afeam.am.gov.br/microcredito.




O carro não está no meu nome. Posso participar da Campanha?


Não. Conforme regulamento, o incentivo só poderá ser concedido ao proprietário do veículo ou representante legal mediante procuração autenticada em cartório para este fim específico.




Como faço para comparar meu consumo de gasolina com o GNV?


É só acessar a nossa calculadora. Preencha os dados e avalie o desempenho.




Tenho desconto no IPVA?


Até o momento, o Amazonas ainda não oferece política de desconto no IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) para usuários do GNV.




Como faço para saber os valores das taxas do Detran/AM para regularização do veículo convertido?


O Detran-AM (Departamento de Trânsito do Estado) disponibiliza informações sobre as taxas para pagamento no processo de regularização, no link: https://www.detran.am.gov.br/servicos/tabela-taxas/Para regularização do veículo convertido ao GNV, a taxa aplicada é: ALTERAÇÃO DE CARACTERÍSTICA DO VEÍCULO.




Quem fiscaliza os postos e oficinas?


O Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Amazonas (Ipem-AM) é responsável pela realização de blitz nos postos com dispenser de GNV. Esses procedimentos avaliam as condições de abastecimento dos postos e verificam a documentação de motoristas com o kit GNV. O Instituto também é responsável pela emissão do registro das oficinas convertedoras.




É possível retirar o kit de GNV para venda do veículo?


Sim. O kit GNV pode ser retirado do veículo, caso o proprietário não queira vender o carro adaptado. O kit retirado pode ser reinstalado em outro veículo, desde que o procedimento seja realizado em uma oficina credenciada.




Quantos veículos utilizam o GNV no Amazonas?


O órgão responsável por este levantamento é o Detran-AM. Recomendamos o contato com o departamento responsável para obtenção desta informação atualizada.

Detran/AM: (92) 3643-0000




Quais os postos que vendem Gás Natural Veicular (GNV) em Manaus?


Em Manaus, há três postos de combustíveis que possuem contrato com a Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) e comercializam o Gás Natural Veicular (GNV), sendo dois da bandeira ATEM, localizados nas avenidas Constantino Nery e Torquato Tapajós, e outro da bandeira Equador, localizado na Torquato Tapajós. Nos próximos meses, mais dois postos de combustíveis devem passar a operar com GNV em outras zonas de Manaus.




Por que a Cigás não aumenta a quantidade de postos de combustíveis com GNV?


A disponibilização de Gás Natural Veicular (GNV) depende inicialmente de interesse do posto (ou bandeira conforme o caso) que firma contrato com a Cigás para que seja disponibilizado o gás natural ao mesmo. O acréscimo da quantidade de postos ocorrerá à medida em que o número de carros convertidos aumentar, por isso, a Cigás vem investindo, ao longo dos anos, em campanhas de adesão ao GNV para ampliação da demanda da frota de veículos convertidos na cidade e em paralelo, realiza ações de promoção comercial para prospecção de novos postos de combustíveis. Como resultado, além dos três postos de combustíveis disponíveis para abastecimento do GNV, mais dois postos deverão entrar em operação ainda este ano.




A Cigás tem feito algo para que mais carros sejam convertidos a GNV?


A Cigás vem investindo, ao longo dos anos, em campanhas de adesão ao GNV para ampliação da demanda da frota de veículos convertidos na cidade e em paralelo, realiza ações de promoção comercial para prospecção de novos postos de combustíveis. Essas ações visam incentivar toda a cadeia produtiva do GNV.




Vou perder a garantia do meu carro?


Ainda que a oficina convertedora seja credenciada pelo Inmetro, a conversão para o GNV faz com que o veículo perca a garantia dada pela montadora. Em Manaus, é possível adquirir o veículo Fiat Grand Siena, que é comercializado com pré-disposição para o GNV. Quando o motorista opta por este modelo, tem a opção de realizar a conversão em uma oficina autorizada e, mediante documento comprobatório, mantém a garantia do veículo.




Quais as vantagens do GNV para os motoristas?


O Gás Natural Veicular (GNV) é uma alternativa mais econômica em comparação com outros combustíveis. Em média, o GNV chega a sair para os motoristas amazonenses em torno de 35% mais barato que a gasolina e 40% em se tratando do etanol, conforme série histórica do “Levantamento de preços e margens de comercialização de combustíveis” feito pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Uma diferença considerável! O GNV também proporciona melhor autonomia, o que significa que os carros conseguem se deslocar mais, consumindo menos. Durante o abastecimento, o GNV não entra em contato com o ar, impossibilitando a combustão e reduzindo os riscos de acidente. Também amplia a vida útil do veículo, uma vez que não gera impurezas no motor. Além disso, por se tratar da mais limpa das fontes de origem fóssil, o gás natural tem o benefício ambiental por contribuir com a melhoria da qualidade do ar.




Por que a Cigás não reduz o preço do GNV?


A tabela tarifária praticada pela Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) para o segmento veicular é apenas uma das parcelas que compõe o preço final do gás natural veicular (GNV) vendido aos motoristas. Importante esclarecer que as tarifas de gás natural (GN) praticadas, no Amazonas, são reguladas pelo poder concedente e reajustadas apenas uma vez por ano, com base em índices de inflação. De maneira a dar transparência ao processo, a Companhia disponibiliza as tabelas tarifárias para consulta no site institucional. Interessados podem acessar o https://www.cigas-am.com.br.




O Gás Natural Veicular é seguro?


O gás natural veicular (GNV) é mais leve que o ar e dissipa-se rapidamente em caso de vazamento. Para garantir a segurança dos usuários do veículo, é importante que a instalação do kit GNV siga todas as normas estabelecidas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e as manutenções sejam feitas periodicamente, de preferência, de maneira preventiva. Para isso, tanto a instalação quanto a manutenção devem ser feitas em oficina credenciada junto ao Inmetro. Durante o abastecimento, o GNV não entra em contato com o ar, impossibilitando a combustão e reduzindo os riscos de acidente. Seguindo essas orientações, a segurança é garantida.




O GNV afeta o motor do veículo?


O Gás Natural Veicular não produz impurezas no motor, por isso, contribui para prolongar a vida útil do carro. Além disso, é necessário o uso de kits adequados à tecnologia do veículo e ainda, realizar a instalação e as manutenções periódicas em oficina credenciada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), seguindo todas as normas estabelecidas.




O GNV faz o carro perder potência?


Os kits GNV utilizados atualmente são adequados à tecnologia dos veículos e produzidos de maneira a manter a potência. Em se tratando de modelos de carros mais antigos, já existem equipamentos eletrônicos que têm a função de manter o nível de potência para melhor rendimento dos carros.




GNV e o gás de cozinha são iguais?


O Gás Natural Veicular é comercializado na forma gasosa e possui composição química diferente do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), mais conhecido como gás de cozinha. Por este motivo, o GLP não substitui o GNV e não deve ser usado como combustível em veículos. Para maior segurança de motoristas e passageiros, o GNV é armazenado em cilindros, que possuem blindagem especial e fazem parte dos kits de conversão. Importante destacar que, para maior segurança, devem ser utilizados apenas kits GNV que possuem o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).




Posso converter o carro para usar o GNV em qualquer oficina?


Não. Para a garantia da segurança, os motoristas que optarem pelo sistema de combustível GNV em seus veículos devem realizar a instalação e manutenções periódicas em oficinas credenciadas junto ao Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Amazonas (Ipem-AM) e ao Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). De acordo com o Ipem-AM, “as oficinas credenciadas devem atender ao previsto na Portaria Inmetro nº 91/2007 e demais legislações pertinentes, devendo ter infraestrutura, equipamento e pessoal apto a realizar a instalação e manutenção no sistema de combustível GNV”.




O kit GNV rebaixa a traseira do veículo?


O veículo é projetado para suportar determinado padrão de peso e a depender do cilindro que compõe o kit GNV e da quantidade de pessoas no veículo, este peso pode ser ultrapassado. Com a evolução tecnológica, o mercado já dispõe de cilindros de fibra de carbono, que são extra leves, e no caso dos cilindros convencionais, há um equipamento chamado calço de mola, o qual é usado para suspender a traseira de veículos.




Quando passo a usar Gás Natural Veicular, não preciso mais abastecer com os demais combustíveis?


Motoristas que optam pelo sistema GNV (gás natural veicular) passam a ter uma opção adicional de combustível em seus veículos. É importante frisar que carros a GNV também precisam manter determinado percentual de combustível líquido, uma vez que o gás natural veicular passa a ser consumido a partir de determinada temperatura. Essa troca de combustível líquido para o GNV é feita automaticamente por meio de chave comutadora que integram ao Kit de conversão.




Qual é a estimativa de custo de instalação do kit para o motorista?


O valor do investimento é em média de R$ 4 mil para a instalação de um kit GNV, preço que varia conforme a capacidade do cilindro. Deve-se esclarecer que esses custos compreendem o valor referente à aquisição do kit de conversão e ao serviço prestado pelas oficinas convertedoras, registradas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).




Depois de adaptado, devo fazer mais vistorias?


Sim. A realização de vistorias anuais em Organismo de Inspeção Automotiva (OIA) credenciado pelo Inmetro é outra medida obrigatória. Por meio dessas vistorias, é concedido o Selo Nacional de Gás, o qual indica que o veículo está em condição adequada de uso, evitando autuações pelo órgão estadual de trânsito. Para saber a lista de oficinas credenciadas pelo Inmetro, é só acessar: http://www.inmetro.gov.br.




O que faço para converter meu veículo para o GNV?


Para converter seu veículo para Gás Natural Veicular (GNV), você deve solicitar a autorização do Detran Amazonas para usar o kit gás. Este procedimento é realizado por e-mail para o endereço gnv@detran.am.gov.br. O usuário deve baixar o formulário “Alteração de Característica GNV”, no menu “Publicações/Formulários” no site do Detran-AM (www.detran.am.gov.br), preenchê-lo e depois enviá-lo com os documentos exigidos, descritos no formulário.

Em até 02 (dois) dias úteis, a Gerência de Veículos responde o e-mail com a autorização, que deve ser utilizada no prazo de 90 dias. Com esse documento, o interessado deve procurar uma das oficinas registradas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) em Manaus para instalação do kit gás. A lista com as credenciadas está disponível no site do Inmetro (http://www.inmetro.gov.br).

Em Manaus, essa inspeção é feita por empresa credenciada junto ao Inmetro e ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Ela é a Inspenorte e fica localizada no Distrito Industrial, na zona leste da cidade. No local, o veículo será inspecionado para saber se a instalação do kit gás cumpriu todas as exigências técnicas. Se tudo estiver de acordo com as normas, será emitido um Certificado de Segurança Veicular (CSV). Esse serviço custa R$ 400.

De posse do CSV, o dono do veículo precisa realizar vistoria em uma das empresas credenciadas (Visnorte e Cevam). Essa vistoria custa R$ 110.

A última etapa do processo é agendar atendimento presencial no Detran Amazonas para realizar a “Alteração de Característica de Veículo”. O agendamento é feito pelo link https://digital.detran.am.gov.br, preenchendo-se os campos obrigatórios e, depois, escolhendo a opção “Veículos”, e em seguida o serviço “Altera Característica Veículo”. O valor da taxa desse serviço é de R$ 58,99.

Após 05 (cinco) dias úteis, o novo documento do veículo (CRLV-e) vai estar disponível para ser baixado na área privada (com login) do proprietário, no site www.digital.detran.am.gov.br.





 

0                                                                      incentivos concedidos